Suite Superior Luís de Camões
Suite Superior Luís de Camões

Luís de Camões

SUITE SUPERIOR LUÍS DE CAMÕES

{NA, {Lisboa, Portugal} – 10 de junho de 1580 {Lisboa, Portuga}}

 

Conheça a nossa Suite Superior Luís de Camões:

O quarto Luís de Camões é da categoria Suite Superior e tem cama double/twin, vista para a cidade do Porto e varanda.

Os quartos do nosso Torel Palace Porto, boutique hotel no centro do Porto, foram decorados pela designer Isabel de Sá Nogueira e os retratos dos escritores interpretados por Jorge Curval.

Localizada no segundo piso, esta Suite é uma das mais espaçosas do nosso palácio, com trabalhos de estuque excecionais no teto. Aquando da construção do hotel, preservamos o busto trabalhado de Camões, uma das caraterísticas originais do Palacete Campos Navarro. Este busto foi um dos fatores que contribuíram para a inspiração da narrativa do hotel.

A casa de banho, em formato de cubo gigante e inteiramente forrada a espelho, encontra-se em plena Suite.


SUITE SUPERIOR LUIS DE CAMÕES:

*Uma extraordinária categoria de quarto no hotel mais elegante e romântico do Porto.

  • 49 m2;
  • Cama double ou twin;
  • Vista para a cidade;
  • Varanda;
  • Máquina de café Nespresso;
  • Minibar;
  • Televisão;
  • WiFi gratuito;
  • Ar-condicionado;
  • Secador de cabelo;
  • Cofre;
  • Ocupação: até duas pessoas.

 

Veja também os restantes quartos da categoria Suite Superior: Bocage, Camilo Castelo Branco, Ramalho Ortigão, Guerra Junqueiro.


Sobre o escritor...

Luís Vaz de Camões foi um poeta e soldado português, considerado um dos mais importantes autores da literatura portuguesa.

Pouco se sabe sobre a sua vida. Acredita-se que, por desilusões amorosas, partiu para África, alistado como militar, onde perdeu um olho numa batalha. Passou vários anos na Ásia, onde enfrentou vários contratempos e escreveu a sua obra mais conhecida, a epopeia "Os Lusíadas",  uma obra que retrata a viagem marítima de Vasco da Gama, pelo Cabo da Boa esperança, até à Índia. As experiências que acumulou como soldado e navegador enriqueceram e influenciaram a mesma, tornando-a na obra de arte que é hoje.  Contudo, a obra apenas ganharia o seu reconhecimento e prestígio após a morte do autor, influenciando as gerações seguintes de poetas de todo o mundo.

Juntamente com Bocage e Antero de Quental, Camões é considerado um dos maiores sonetistas líricos portugueses. Este poeta é considerado um símbolo e referência nacional, sendo este estatuto evidenciado em várias homenagens, tais como a transformação do Instituto de Língua e Cultura Portuguesa em Instituto Camões e a realização do filme “Camões, o primeiro filme português a participar do Festival de Cannes.

 

Algumas das suas principais obras:

  • Os Lusíadas (1572);
  • Sonetos (1595);
  • Rimas (1595).

“Amor é fogo que arde sem se ver. É ferida que dói e não se sente.” - Sonetos, Luís de Camões.