Suite Royal Fernando Pessoa
Suite Royal Fernando Pessoa

Fernando Pessoa

SUITE ROYAL FERNANDO PESSOA

{13 de junho de 1888 {Lisboa, Portugal} – 30 de novembro de 1935 {Lisboa, Portugal}}

 

Conheça a nossa Suite Royal Fernando Pessoa:

No nosso Torel Palace Porto, hotel de luxo no centro do Porto, homenageamos o poeta Fernando Pessoa com uma das nossas suites da categoria Suite Royal, com cama double e vista para a cidade.

  

A decoração desta suite foi feita pela designer Isabel Sá Nogueira, enquanto que o retrato do autor foi criado pelo pintor Jorge Curval.

Localizada no terceiro e penúltimo piso, esta suite faz parte da nossa melhor categoria de quarto, sendo ela a mais espaçosa. Nela podemos ver trabalhos de estuque impressionantes no teto.

A casa de banho, decorada em mármore, encontra-se num cubo gigante, forrado a espelho, no centro do quarto. Os cubos gigantes fazem parte das características mais distintas das suites do nosso palacete.


Suite Royal Fernando Pessoa:

* A nossa melhor categoria de quarto no hotel mais elegante e romântico do Porto.

  • 60 m2;
  • Cama double ou twin;
  • Vista para a cidade;
  • Máquina de café Nespresso;
  • Minibar;
  • Televisão;
  • WiFi gratuito;
  • Ar-condicionado;
  • Secador de cabelo;
  • Cofre;
  • Ocupação: até três pessoas.

 

Veja também os restantes quartos da categoria Suite Royal: Eça de Queiroz.


Sobre o escritor...

Fernando António Nogueira Pessoa foi um filósofo, crítico literário, dramaturgo e um dos mais notórios poetas portugueses. Era também apaixonado por astrologia, fazendo muitas vezes os mapas astrais dos seus amigos e conhecidos.

Considerado o poeta português com maior fama internacional, Pessoa começou a escrever poemas em criança, com sete anos. Escrevia tanto em português como em inglês. A sua educação na África do Sul permitiu uma maior familiaridade com o idioma inglês. Com a exceção de Mensagem, todas as suas obras publicadas em vida são na língua inglesa. A sua bibliografia é de tal forma extensa que o conhecimento das suas obras ainda se encontra em curso.

Enquanto poeta, escreveu sob diversas personalidades ou heterónimos, entre eles Ricardo ReisÁlvaro de Campos e Alberto Caeiro. Estes “escritores” têm biografia própria, um estilo particular e até mesmo mapas astrais.

Morreu aos 47 anos de idade, sendo as suas últimas palavras escritas a lápis, em inglês, na véspera da sua morte: I know not what tomorrow will bring (Não sei o que amanhã trará). Na comemoração do centenário do seu nascimento, o seu corpo foi transferido para o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

Pessoa teve várias homenagens após a sua morte, como a Universidade de Fernando Pessoa, o Prémio Pessoa, o museu Casa Fernando Pessoa e a exposição de arte “Homenagem a Fernando Pessoa”. O crítico literário Harold Bloom considerou o poeta um "Whitman renascido", referência ao famoso poeta norte-americano Walt Whitman.

 

Algumas das suas principais obras:

  • Livro do desassosego (1914);
  • O guardador de rebanhos (1914);
  • O banqueiro anarquista (1922);
  • Odes (1933);
  • Mensagem (1934).

Tudo vale a pena se a alma não é pequena.”

- Mensagem, Fernando Pessoa.